As taxas de infertilidade masculina e feminina são muito parecidas, ou seja, quando o casal não consegue engravidar, o problema está em 40% das vezes no homem e em 40% das vezes na esposa. Em 20% dos casos há problema em ambos.

O problema mais comum no homem que pode levá-lo a infertilidade é a varicocele, um problema decorrente da dilatação das veias em volta dos testículos, algo semelhante às varizes, no caso, as veias testiculares. A varicocele é um problema tão comum que acomete até 15% da população adulta jovem, sendo o seu pico de incidência entre os 15 e 25 anos.

A varicocele geralmente não apresenta sintomas, e quando detectada, a grande maioria das vezes, o diagnóstico é de infertilidade. Outra causa comum de infertilidade masculina é a sequela de caxumba quando doença teve acometimento testicular. Principalmente quando a caxumba ocorreu em meninos mais velhos, após a infância.

Existem também os casos, menos comuns, em que o menino nasce com um ou os dois testículos fora da bolsa, conhecido como criptorquidia, com risco de infertilidade na fase adulta, principalmente quando estes testículos não são fixados no local adequado até certa idade.

Excesso de peso, tabagismo, uso de drogas, anabolizantes e quimioterapia também são fatores de risco para a infertilidade. As causas de infertilidade masculina podem ter inúmeras causas e procedências e o mais importante é a identificação do problema para definição do tratamento correto.

Atualmente existem tratamentos clínicos e cirúrgicos dependendo da causa de infertilidade.