A fertilidade da mulher diminui de acordo com idade, isso porque a quantidade e a qualidade de óvulos vão envelhecendo e ficando escassos, reduzindo as possibilidades de uma fecundação. Com o envelhecimento natural da mulher, outros problemas de saúde também podem contribuir para infertilidade, como cistos, miomas e endometriose.

A melhor idade para engravidar é entre 18 e 28 anos, quando os óvulos são sadios e numerosos. Estima-se que entre os 20 e 35 anos, as chances de engravidar caem em 25%. Após os 35 anos, a chance é menor que 10%.

A partir dos 35 anos, a gestação é considerada de risco, demandando cuidados especiais. Segundo dados do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, 25% das gestações em mulheres com mais de 35 anos resultam em aborto. A taxa de bebês prematuros também é maior, chegando a 15%, cujas causas são complicações como o diabetes e a hipertensão.

Outra complicação comum nas gestações tardias é a síndrome de Down. Aos 35 anos, o risco de ter um bebê com a doença é de 1 em cada 350.