Fator Tuboperitoneal

Para que uma mulher consiga engravidar naturalmente, é necessário o encontro do óvulo com o espermatozoide, esse encontro ocorre dentro da tuba uterina (trompa).

É de grande importância realizar a avaliação da forma e função das tubas uterinas, que são as responsáveis pela captação do óvulo, transporte dos espermatozoides, união dos gametas, assim como o transporte de um óvulo fertilizado (pré-embrião) para o interior da cavidade do útero. É necessário identificar as obstruções das tubas e lesões que possam comprometer a sua mobilização e a captação do óvulo.

As causas mais frequentes de lesões das tubas são os processos inflamatórios (salpingites), decorrentes de infecções por agentes como a Clamydia, Mycoplasma, Gonococos e outros. Dentre as não infecciosas, a mais comum é a lesão causada pela endometriose (presença de tecido endometrial fora da cavidade uterina) e as menos comuns são as lesões originadas pelas cirurgias, as quais incluem as pacientes que foram submetidas à laqueadura tubária.

De acordo com o tipo de obstrução e da idade da mulher, diferentes tipos de tratamentos podem ser indicados para tratar a infertilidade, como, por exemplo, a fertilização in vitro, procedimento no qual a permeabilidade das tubas deixa de ser necessária, uma vez que a fecundação do óvulo ocorrerá em laboratório.