A INFERTILIDADE MASCULINA

A infertilidade masculina ocorre em razão de problemas na produção do espermatozoide ou quando este não consegue alcançar o óvulo. São vários os motivos que podem levar o testículo a não produzir ou produzir poucos espermatozoides.

Alguns fatores como doenças de origem genética, más-formações, inflamações, traumatismos externos ou cirúrgicos, excesso de hormônios masculinos, diabetes, hipotireoidismo e obesidade, podem fazer com que as glândulas diminuam ou parem de estimular a produção dos gametas masculinos, causando a infertilidade.

Outros fatores importantes que podem desencadear a infertilidade masculina, são:

Hipertermia

O processo de espermatogênese (produção do espermatozóide) é altamente sensível à temperatura, sendo ideal entre 34°C e 35°C em humanos. A elevação desta temperatura está associada com a redução na motilidade do espermatozóide. Estas mudanças de temperatura testicular podem ocorrer devido a patologias físicas como a varicocele, distúrbios no dia a dia, como dirigir ou andar por muito tempo de bicicleta ou até mesmo ser ligada a profissão, como pessoas que trabalham em altas temperaturas.

Varicocele

É causada pela dilatação das veias que drenam o sangue dos testículos, em outras palavras, podemos dizer que são varizes das veias testiculares.  Acomete até 15% da população adulta jovem, sendo o seu pico de incidência entre os 15 e 25 anos.

Defeitos no cromossomo Y

O cromossomo Y está diretamente relacionado à produção de espermatozoides. Se houver alguma parte dele com defeito, a produção dos mesmos ficará comprometida. A análise é feita pela detecção da microdeleção do cromossomo Y, que mostra exatamente em que parte está o defeito. Dependendo do resultado vale a pena procurar espermatozoides por meio de punção nos testículos ou de microdissecção testicular.
Apesar dos avanços nas técnicas de Reprodução Assistida, continua sendo imprescindível a análise seminal (ESPERMOGRAMA), na investigação da infertilidade conjugal. Neste exame, temos uma avalição descritiva dos principais parâmetros do ejaculado, como: concentração, motilidade e morfologia dos espermatozóides.