shutterstock_33278422-EpididimiteEpididimite é uma inflamação do epidídimo, um pequeno ducto no qual ocorre o armazenamento dos espermatozoides. A inflamação desta estrutura pode ser aguda ou crônica. Na forma aguda, geralmente ocorre vermelhidão e dor.

Acredita-se que a epididimite aguda seja causada pelo refluxo de urina infectada a partir da uretra prostática, via ductos ejaculatórios. A obstrução prostática ou uretral e malformações congênitas podem favorecer o refluxo uretral. Outro fator que pode desencadear a epididimite são os procedimentos cirúrgicos nas vias geniturinárias, incluindo a prostatectomia, a cauterização urinária, além  da vasectomia.

Já na forma crônica, o paciente apresenta sensibilidade em um determinado ponto, podendo ou não ser notada irregularidade no epidídimo durante a palpação, embora esta última evidencie um epidídimo muito firme. Pacientes com a forma crônica costumam apresentar sintomas por mais de cinco anos.

O diagnóstico geralmente é realizado por um exame físico detalhado, juntamente com exame de urina e ultrassonografia com Doppler.

Tratamento

A forma aguda é tratada com antibióticos.

A doença crônica pode causar complicações como esterilidade; abscesso escrotal; infecção do testículo simultaneamente a do epidídimo (epidídimo-orquite). O tratamento inclui repouso, elevação escrotal, compressas geladas, anti-inflamatórios e analgésicos. Em casos mais graves, como a presença de pus e de necrose nos testículos, indica-se a cirurgia.

Se o homem não conseguir resultados positivos no tratamento da epididimite e tiver a sua fertilidade afetada, é possível recorrer ao procedimento de reprodução assistida dependendo do grau de infertilidade: com Inseminação Intrauterina (IIU), que consiste em selecionar os melhores espermatozoides e colocá-los dentro do útero, para facilitar o encontro do óvulo com os espermatozoides; e a fertilização in vitro, em que a fecundação dos gametas (óvulos e espermatozoides) é feita em laboratório.

Mais informações relacionadas à reprodução assistida estão nos canais da Fertivitro:

Site: www.fertivitro.com.br

Blog: http://fertivitro.wordpress.com

facebook: www.facebook.com/fertivitro