Congelamento de Óvulos

Inovadora, a técnica consiste em congelar os óvulos com o fim de preservar a fertilidade feminina, em nitrogênio líquido, para serem utilizados futuramente. É um método seguro que não apresenta riscos à paciente e nem ao bebê.

O processo de congelamento de óvulos mais eficaz é a vitrificação, o qual a solução crioprotetora passa do estado líquido para o sólido, sem que ocorra a formação de cristais de gelo, que são bastante prejudiciais às células e podem causar danos irreversíveis. Até 95% dos óvulos vitrificados superam esse processo, frente a 50% ou 60% dos congelados por outras técnicas.

O congelamento de óvulos é indicado para pacientes que:

- querem postergar a gestação, sem perspectivas de formar uma prole antes dos 35 anos;
- serão submetidas a tratamento quimioterápico ou radioterápico contra o câncer;
- têm como antecedente familiar a menopausa precoce;
- que não querem congelar embriões por motivos filosóficos, éticos ou religiosos;
- aceitam doar parte de seus óvulos para um banco de óvulos, para auxiliar outros casais que não podem ter filhos.