Hoje vamos falar sobre azoospermia e infertilidade masculina.

Você sabia que, de acordo com o Ministério da Saúde, até 30% dos casos em que um casal não consegue ter filhos, a causa da infertilidade é exclusivamente masculina?

E mais, entre os homens que tem infertilidade, a azoospermia pode ser responsável por até 15% dos casos de acordo com a Associação Americana de Medicina Reprodutiva (ASRM).

A azoospermia acontece quando um homem não possui espermatozoides no ejaculado. Para que você entenda melhor, os testículos produzem os espermatozoides, mas é nos epidídimos que eles são armazenados até que, no momento da estimulação sexual, eles migram até a uretra onde são expelidos. Os espermatozoides correspondem à 5% do sêmen e o componente líquido, o líquido seminal, à 95% (cerca de 60% são provenientes das vesículas seminais e aproximadamente 30% da próstata).

Na investigação da infertilidade conjugal, a azoospermia pode ser identificada por meio do exame de espermograma. Após esse diagnóstico o médico poderá solicitar novos exames para descobrir a causa da azoospermia, que pode ser obstrutiva ou não obstrutiva.

Azoospermia obstrutiva é quando o homem produz os espermatozoides, mas há algum problema impedindo sua chegada à uretra. Geralmente, o tratamento é cirúrgico.

Azoospermia não obstrutiva é quando os testículos não produzem espermatozoides. Em alguns casos pode haver tratamento, como a reposição hormonal.

Para os homens que são azoospérmicos e desejam ter filhos, é possível realizar a punção de epidídimo ou testículo para coleta dos espermatozoides, se essa for a indicação médica. Posteriormente, realiza-se a fertilização in vitro com a técnica de injeção intracitoplasmática de espermatozoide (ICSI).

Para mais informações, fale com a Fertivitro!
WhatsApp (11) 99546-6272.

Dr. Luiz Eduardo Albuquerque
CRM 61351
Reprodução Humana Assistida

#azoospermia #infertilidademasculina #fertilidademasculina #saúdedohomem #espermatozoides #casaltentante #engravidante #queroserpai #fertilizaçãoinvitro #reproduçãoassistida #reproduçãohumana #drluizeduardoalbuqueque #fertivitro