Muitas pessoas têm dúvidas sobre o que é infertilidade primária e secundária.

O diagnóstico de infertilidade primária é dado quando um casal está tentando ter o primeiro filho, mantendo relações sexuais frequentes há um ano, e não consegue engravidar.

Por outro lado, chamamos de infertilidade secundária quando surge o desejo de aumentar a família, ou seja, o casal já tem filhos, mas não consegue conceber novamente de forma natural.

O primeiro passo sempre é buscar a ajuda de um especialista em infertilidade para investigar as causas.

Entre os principais fatores de infertilidade masculina estão os problemas relacionados a alterações nos espermatozoides, como a varicocele e alterações genéticas, por exemplo.

No caso da infertilidade feminina, podemos mencionar a idade da mulher e os fatores ovariano, tubário e uterino.

Em ambos os casos de infertilidade, a idade da mulher se torna um fator relevante se ela deixa para engravidar mais tarde ou tenta ter o segundo filho após os 35 anos, quando há uma redução na qualidade e quantidade dos seus óvulos, o que dificulta uma gestação.

Além disso, na infertilidade secundária, questões de saúde e hábitos não saudáveis podem afetar o potencial reprodutivo de homens e mulheres ao longo da vida.

Existe diferença nos tratamentos indicados para infertilidade primária e secundária?

Não. O tratamento adequado é recomendado pelo especialista, após a investigação da infertilidade do casal.

A reprodução humana assistida oferece tratamentos que podem trazer excelentes resultados, para você realizar o sonho de ter o primeiro filho ou para aumentar a família.

Para mais informações, fale com a Fertivitro!
WhatsApp (11) 99546-6272.

Dr. Luiz Eduardo Albuquerque
CRM 61351
Reprodução Humana Assistida

#infertilidadeconjugal #infertilidade #saúdedamulher #saúdedohomem #engravidar #tentantes2021 #reproduçãoassistida #reproducaohumana #drluizeduardoalbuqueque #fertivitro