Alguém já disse que você pode tirar um passaporte para maternidade depois dos 35 anos?

Sim! Estamos falando do congelamento de óvulos ou preservação da fertilidade feminina.

Ter filhos é uma preocupação de 9 entre 10 mulheres que têm mais de 35 anos. E não é para menos, pois a partir dessa idade, o tempo está, de certa forma, contra elas.

Há algumas décadas, não havia possibilidade de mudar esse quadro, afinal, os óvulos vão envelhecendo e reduzindo as chances de gestação.

Hoje, se enxerga uma luz no fim do túnel: não se pode impedir ainda que essas células envelheçam, mas já conseguimos coletar os óvulos e congelá-los como uma alternativa de aumentar as chances de ser mãe no futuro.

Com a criopreservação ou congelamento de óvulos preservamos o potencial fértil da mulher, ou seja, é quase que um passaporte para a maternidade depois dos 35 anos.

Por isso, recomenda-se que os óvulos sejam coletados antes dessa idade, assim quanto mais jovem você estiver, melhor será a qualidade dos óvulos.

O procedimento para coleta envolve o uso de medicação para estimular os ovários, a partir do 2° ou 3° dia da menstruação. Por volta do 12° dia, os óvulos são coletados e entregues ao embriologista, que irá selecionar os óvulos maduros e de melhor qualidade para serem congelados.

A técnica é uma excelente opção para todas as mulheres, mesmo as que não têm certeza se querem ter um filho no futuro. Isso lhes dá tempo para, sem tanta pressão, amadurecerem sua decisão.

Para mais informações, fale com a Fertivitro!
WhatsApp (11) 99546-6272.

Dr. Luiz Eduardo Albuquerque
CRM 61351
Reprodução Humana Assistida

#fertilidadefeminina #congelamentodeovulos #criopreservação #planejamentofamiliar #engravidar #fertilizacaoinvitro #reproducaoassistida #reproducaohumana #drluizeduardoalbuqueque #fertivitro